Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
lorenzojarnagin57

História De Sacavém

Desejo Uma Namorada, Como Ajeitar Uma?


Povoação antiquíssima, existiu no tempo dos Romanos uma ponte em Sacavém cujos vestígios ainda eram notórios, ao menos, no século XVI (de acordo com o relato de Francisco de Holanda). Do tempo da ocupação mourisca ficou, aparentemente, o topónimo de origem arábica (شقبان, Šaqabān); já após a tomada de Lisboa pelos cristãos, em 1147, parece ter sucedido neste local um confronto (a Briga de Sacavém), hoje comummente considerado lendário.


No decorrer da Idade Média, Sacavém constituiu um reguengo, do qual viriam a ser beneficiários o almirante Manuel Pessanha, a rainha D. A Correspondência De Fradique Mendes , e depois o Condestável Nuno Álvares Pereira. No encerramento da década de 1980, a freguesia ganha a tua actual configuração geográfica, com a separação da Portela de Sacavém e do Prior Velho. Em quatro de Junho de 1997, Sacavém vê finalmente conhecido todo o teu valor e potencial, tendo sido elevada a cidade.


Meses mais tarde, era inaugurada a Ponte Vasco da Gama, ligando Sacavém a Montijo, e que ficou uma obra de referência na paisagem urbana da povoação. Está atestada na localidade de Sacavém a presença humana desde há abundantes séculos. Este município abrangia um grande território rural, cobrindo uma distância aproximada de 50 quilómetros em volta da área urbana (e destinado à sua autosuficiência), pelo que logicamente o local onde se implanta a moderna Sacavém se achava aí integrado.


Avenida XVI, que ligava Olisipo a Bracara Augusta, capital do Convento Bracarense, pela província da Galécia, correspondente à actual Braga. Não se conseguiu, contudo, até ao instante, aventar uma leitura plausível para esse monumento; com excepção da primeira linha, que remete pra um nome ou cognome inteligível (Sílvio), o tema das 3 restantes linhas é objecto de grandes conjecturas.

     
  • Acuar as oposições
  •  
  • três Leitura de Hortênsius, de Cícero
  •  
  • Ser prolixo
  •  
  • 4 de March de 2013 às 02:00 - Postado por freipert

A actual capela de Nossa Senhora da Vitória ergue-se, segundo a tradição, onde se situou outrora a Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres, existente pela povoação no decorrer do domínio muçulmano. A começar por 711, tem começo o domínio muçulmano da Península Ibérica. Mais recentemente, descobriu-se, bem como pela obra de Iacute de Hama (o Kitāb Muʿjam al-Buldan ou Livro dos Países, c. Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as acertadamente no texto ou no rodapé. Tema sem referências poderá ser removido.


Como em várias outras terras portuguesas, a população tratou de esclarecer o nome da povoação forjando uma etimologia algumas das vezes à revelia de quaisquer leis linguísticas. A Guerra de Sacavém, travada entre D. Afonso Henriques e os mouros. D. Afonso Henriques, mítico conquistador de Sacavém. A Outra Melhor Amiga De Tohru , a povoação devia ser neste instante um centro urbano de alguma seriedade no quadro do Termo de Lisboa. No entanto, dois anos antes, em 1285, a independência do reguengo de Sacavém-Frielas havia saído reforçada no momento em que D. Acesse Quatro Informações Infalíveis Pra Conquistá-los! celebrou uma Concórdia com a Câmara Municipal de Lisboa, relativamente a vários agravos que opunham o monarca à edilidade lisboeta.


] de resto, quatro anos antes, em 1314, o mesmo rei havia assim como concedido independência aos reguengos de Ribamar, Oeiras e Algés, na metade ocidental de Lisboa. Tendo os reguengos de Sacavém, Unhos, Camarate e Frielas regressado à posse da Coroa, em 1313, por morte da infanta D. Constança, pôde D. Dinis auxiliar-se dos seus rendimentos pra com eles fundar os bens do Almirantado de Portugal. Não obstante a doação ao Almirante, o rei continuava a manter os seus proveitos em Sacavém, dado relacionar-se de terra reguengueira.

Tags: ver a página
(PRO)
No Soup for you

Don't be the product, buy the product!

close
YES, I want to SOUP ●UP for ...