Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
lorenzojarnagin57

Hidratação Marroquina E Tranças Para Pets São Tendências Do Verão

Vinte e nove Ideias Para Vender Mais E Melhor


A gigante de bens de consumo Unilever decidiu se insurgir contra "influencers" - ou influenciadores digitais - que falsificam sua importância nas mídias sociais pra receber dinheiro promovendo produtos. Será o começo do encerramento da lua de mel entre empresas e "campeões de curtidas" no Instagram? Como Montar Um PET SHOP Online? discutir de estrelas do Youtube, Facebook e Instagram que ganham uma riqueza promovendo marcas nas tuas páginas das mídias sociais. Vinte mil por postagem. Mas parece que alguns deles estão burlando o sistema para receber dinheiro, comprando exércitos de seguidores de corporações que usam bots (robôs) automáticos para montar contas falsas e simular interações.


O engajamento com outros usuários de redes sociais e a quantidade de seguidores são as principais métricas de avaliação dos influencers. A multinacional Unilever disse que quer olhar "mais transparência" na indústria de marketing dos influenciadores digitais. O temor é Lojistas Apostam Em Pontos Não Habituais Pesquisando Novos Freguêses , por causa das trapaças para comprar "curtidas", os consumidores deixem de confiar nos donos desses perfis e nas marcas associadas a eles. O Instagram diz que bloqueia milhões de contas falsas diariamente e trabalha "duro" pra criar o relacionamento entre marcas e influenciadores digitais. Porém alguns dos verdadeiros influencers temem ser atingidos no fogo cruzado.




Nova York Olivia Rink, 27, uma blogueira de moda e estilo de vida que prontamente foi líder de torcida (cheerleader). Será que o boom de marketing por meio de "influencers" está prestes a terminar? Rink prontamente trabalhou com mais de 600 marcas e diz que dedica 4 horas por dia à audiência do teu blog. Contudo a Unilever não é a única marca insatisfeita com os rumos do mercado de influenciadores digitais- algumas redes de hotéis disseram à revista The Atlantic que não querem mais trabalhar com influencers.


Eles destacam que recebem uma enxurrada de pedidos de hospedagem e despesas gratuitas, no entanto o regresso desses investimentos não é nada tangível. Outros resorts passaram a implementar um procedimento de observação e seleção pra assegurar que os influenciadores realmente possuem engajamento real e orgânico com o público, sem o exercício de bots. Em outro sinal de desencanto, parece que agências de marketing estão dispensando os influencers de tuas estratégias de ação, segundo a agência de marketing baseada no Reino Unido Zazzle Media. A corporação, que tem dez 1 mil influencers na sua lista, se surpreendeu ao achar que nenhuma das empresas de marketing britânicas que responderam a um levantamento planejavam investir em influencers nos próximos doze meses.


Simon Penson, fundador e diretor-executivo da Zazzle Media. Natascha Glock, 25, uma influencer de beldade e hábitos de vida que mora em Frankfurt, pela Alemanha, diz que não é "honesto" o emprego de bots. Ela tem mais de 51 1000 seguidores - a maioria homens e mulheres entre dezoito e vinte e cinco anos, pela Alemanha- e neste momento trabalhou com 200 marcas, inclusive a Dove, que é da Unilever.


O serviço como influenciadora digital garante uma interessante remuneração, diz a jovem. No entanto ela precisou de 2 anos pra tomar um público extenso o bastante para atrair as marcas. Toula Rose, uma blogueira de moda que mora em Londres diz que a "a pressão por audiência" faz com que alguns influenciadores recorram aos bots.


Todas as 3 mulheres com quem esta reportagem dialogou destacam que o Instagram não se resume a fotos bonitas - leva horas para produzir e estilizar as fotos, planejar e construir assunto, engajar o público e aconselhar ideias às marcas. Apesar da apreensão, a Unilever não está dispensando os influencers por completo.


(PRO)
No Soup for you

Don't be the product, buy the product!

close
YES, I want to SOUP ●UP for ...